Maria Aparecida, casada, residente na comunidade de Cajueiro, Lagoa do Itaenga. Tomou três empréstimos na Acreditar. Filha de agricultores familiares, Maria cresceu e viveu no campo com os seus onze irmãos, onde criava boi, cabras, galinhas e quando podia, ajudava a sua mãe a carregar água na cabeça.

Fez apenas Ensino Fundamental, deixando de estudar para trabalhar e ajudar em casa. Começou a cultivar hortaliças orgânicas, junto com o seu marido, faz três anos. Os produtos orgânicos são vendidos nas comunidades vizinhas, em feiras e é com os resultados deste trabalho que sustentam a família.

Segundo Maria: –

“Todas famílias se alimentam dos produtos do campo, isso mostra que a Agricultura Familiar tem um papel fundamental na vida das pessoas, principalmente na vida das mulheres. Em casa, as mulheres podem alimentar seus filhos com os vegetais e hortaliças que vêm da terra, o que faz bem. É preciso sustentar essa soberania alimentar; soberania que está se perdendo por conta dos alimentos transgênicos e com agrotóxicos”.

Com o acesso ao Programa de Microcrédito da Acreditar, Maria melhorou e muito a produção e a sua vida.

“Eu gostei muito da Acreditar, a gente precisava investir e o crédito com a orientação serviu para isso, para quem sabe usar o crédito, isso é muito bom”

concluiu a Empreendedora.

Fechar Menu
Criação e desenvolvimento de sites AppWinner.com.br

Assessoria em Microfinanças

Essa linha de financiamento é direcionada para outras IMF (Instituições Micro financeiras) ou organizações que atuem na área ou que desejem atuar com micro finanças.

Tem abordagem estratégica de como operar uma IMF tomando por base o case e a metodologia da Acreditar.

Pode abordar aspectos estratégico como assessoria aos empreendedores, aspectos operacionais do microcrédito, suporte para equipe técnica, com destaque para formação dos agentes de crédito.

Destaque-se, em 2016, a contratação pelo IADH para a Acreditar assessorar a constituição do Banco Comunitário Reserva da Cidadania, que deve dar suporte financeiro aos profissionais negócios formados pelos projetos do IADH nas praias de Itapuama e Gaibu, no litoral de Pernambuco.

Formalização ao Empreendedor

Essa linha de formação representa uma ação permanente e diária para a legalização de pequenos negócios populares através do Microempreendedor Individual-MEI (Lei Complementar º 128, de 2008). O processo de orientação para aderir ao MEI estimula a autonomia empreendedora e a evolução da gestão das empresas, enfatizado a importância de realizar o controle de toda a movimentação financeira, bem como não confundi-la, juntamente com o patrimônio da empresa, com as finanças pessoais e familiares.

Todos os empreendedores atendidos pela Acreditar recebem orientação neste sentido e devem ser a certeza de que podem dispor do apoio que se fizer necessário para tornar uma MEI. Para tanto, a Acreditar produziu um folder no qual se apresentam as vantagens, as responsabilidades e as exigências legais decorrentes da formalização: obrigações, custos, teto de faturamento e orientação para gestão da empresa. Toda equipe de crédito da Acreditar está treinada, apta e disponível para tirar dúvida, orientar, prestar os serviços que se fizerem necessários, tais como:

• Apresentação do programa, abertura da empresa, orientação de gestão da empresa, análise dos relatórios de gestão, envio de declaração de Imposto de Renda anual da empresa.

Educação Financeira

Essa ação surgiu devido ao alto índice de endividamento de alguns empreendedores atendidos pela Acreditar.

Tornava-se urgente atuar para que e os empreendedores compreendessem e mudassem a sua maneira de lidar de forma responsável com o dinheiro e pudessem passar a planejar financeiramente tanto seus projetos pessoais como profissionais de forma consciente.

Com uma linguagem simples e exercícios bastante práticos, durante a formação, são abordados conceitos como negociação, poupança, serviços bancários, investimento, consumo consciente entre outros.

Fundo “As Marias”

Esse fundo atende mulheres com idéias de negócios ou com negócios já constituídos.

A Acreditar oferece orientação empreendedora, microcrédito, acompanhamento, orientação para formalização e abordagem em gênero, visando promover o empoderamento feminino e equidade de gênero.

Esse ano a Acreditar quer realizar uma premiação para reconhecer empreendimentos locais liderando por mulheres.

Fundo Jovem Empreendedor

Esse fundo tem como objetivo incentivar e fortalecer empreendimentos de jovens (18 a 32 anos) de baixa renda, através do microcrédito orientado e da educação financeira para desenvolverem iniciativas sustentáveis.

Este fundo foi implementado,com o apoio da Citi Foundation e da Ashoka. Os jovens podem chegar apenas com uma ideia de negócio e receberão orientação personalizada e apoio para fazer o plano de negócio, acessar empréstimos entre R$ 500 a R$6.000 mil reais, através do acompanhamento são disponibilizadas ferramentas de gestão administrativo-financeira.

Nos casos de negócios de jovens já estruturados, são estimulados à formalização através do MEI-Microempreendedor Individual.

Fundo de Fortalecimento a Atividades Produtivas

Esse fundo se propõe fortalecer atividades produtivas de empreendedores de baixa renda, em diversos segmentos de negócios, através do microcrédito produtivo orientado e da educação financeira contribuindo para a geração de renda e para o desenvolvimento socioeconômico local.

Os empreendedores são pessoas adultas (a partir de 32 anos) com negócios que tenham no mínimo seis meses de existência. Os empréstimos variam entre R$ 500,00 e R$ 6.000 mil reais. Os empreendedores recebem orientação personalizada, acompanhamento em três momentos distintos e são disponibilizadas ferramentas para gestão do negócio. Conforme o caso receberá todo apoio e estímulo para formalização seu negócio através do MEI – Microempreendedor Individual.